Previdência

A sua vida é única! Protegê-la é um ato de amor! Amor próprio e Amor à sua Família!
Por isso, não deixe o Planejamento de sua Vida e de sua Família para amanhã!

Comece hoje mesmo a construir um Patrimônio para poder realizar os seus Projetos e manter o seu Padrão de Vida na aposentadoria.

Por que fazer uma Previdência Privada?

Muita gente ainda tem dúvida se deve aplicar dinheiro em uma poupança ou em uma previdência privada. É bom lembrar que, além de assegurar uma aposentadoria mais tranquila, a previdência privada ainda pode ser uma forma de investir nos seus planos futuros como abrir um negócio, comprar um imóvel ou custear a faculdade do filho. Por isso, aqui vão 6 motivos para você refletir.

1. Manter o padrão de vida na aposentadoria

A Previdência Social não vai se equiparar ao seu salário hoje. O INSS vai suprir parte das suas despesas. No entanto, com o avanço da idade existem despesas adicionais como medicamentos. E se Você sonha em viajar, essa conta não vai fechar mesmo. Então o ideal é que Você tenha outra fonte de renda para manter o padrão de vida na aposentadoria e viver a sua melhor idade tranquilamente!

2. Deduzir do Imposto de Renda

Se optar pelo PGBL, Você pode deduzir o seu investimento no Importo de Renda declarando até o limite de 12% da renda bruta anual tributável. Esta é uma vantagem para quem declara pelo modelo completo.
A Previdência Privada é o único investimento que permite isso!

3. Diversificar os investimentos

Especialistas em finanças aconselham que Você diversifique seus investimentos. Se Você tem uma poupança, isso não quer dizer que não pode fazer uma Previdência Privada, pois os objetivos são diferentes. A poupança serve com uma reserva para uma emergência e a Previdência Privada como um investimento para o seu futuro ou da sua família.

4. Poupar com disciplina

Se Você é daqueles que não tem disciplina para juntar dinheiro, fazer uma Previdência Privada pode ser a solução. Um dos princípios de educação financeira é “se pague primeiro”. E, são, cada vez mais, raras as vezes que sobra dinheiro no final do mês para investir. Por isso, Você deve encarar a Previdência Privada como uma conta mensal, igual às outras contas da casa com uma sensível diferença: em vez de se caracterizar como uma despesa, a bem da verdade, é um investimento de si para consigo mesmo extensivo à sua Família! Assim Você vai conseguir manter as contribuições mensais.

5. Deixar um patrimônio para quem Você ama

O dinheiro investido na Previdência Privada não entra em inventário. A reserva constituída pode ser transferida para quem Você designar sem a burocracia do inventário. Assim Você garante que sua família não vai ficar sem dinheiro caso Você venha a faltar.

6. Investir com profissionais do ramo

Se Você não entende de investimento deixe com os profissionais especializados. Finanças já é um tema difícil, saber então qual é o melhor fundo para se investir exige um pouco de conhecimento. Quando Você contrata uma Previdência Privada, especialistas aplicam sua reserva nos fundos de investimento mais indicados.

Regras de Tributação

Há duas formas de tributação dos Planos de Previdência Complementar no Brasil. O Governo Federal, por meio da Lei 11.053, de 29/12/2004, promoveu alterações importantes na forma de tributação dos Planos de Previdência Complementar. Além do Regime Tributário da Tabela Progressiva, foi instituído o Regime Tributário da Tabela Regressiva. Conheça um pouco dos dois:

Tabela Progressiva

A tributação ocorre de acordo com o valor do resgate ou do benefício. Os valores resgatados e os benefícios recebidos serão tributados, de acordo com a TabelaProgressiva vigente para o Imposto de Renda. Desde 2005, exclusivamente no caso dos resgates, a tributação se dará na fonte, pela alíquota de 15%, a título de antecipação do imposto devido, sujeita a ajuste na declaração de ajuste anual. Consulte aqui a Tabela Progressiva do ano vigente.

Tabela Regressiva

Os valores resgatados e os benefícios recebidos serão tributados na fonte, de acordo com a Tabela Regressiva, em função do tempo de permanência de cada contribuição no plano:

Veja a tabela de prazos X alíquotas sobre o valor do resgate:

tabela_previdencia

Importante: A opção pelo regime tributário com alíquotas regressivas é irrevogável e irretratável, isto é, uma vez escolhido, este não poderá ser alterado. Se não houver manifestação do participante/segurado até o último dia útil do mês subsequente a contratação do plano será automaticamente no Regime da Tabela Progressiva. Após esse prazo, qualquer que seja sua opção, esta não poderá ser modificada.

Ressaltamos que os investimentos serão tributados em cada alíquota conforme o regime PEPS, isto é: Primeiro que Entra, Primeiro que Sai.

Risco Social

Você tem planejado a construção do seu Amanhã e de quem depende de Você?

VIVER ALÉM DA POSSIBILIDADE OU DO DESEJO DE TRABALHAR:

  • O que Você está fazendo hoje para garantir seu padrão de vida no futuro?
  • Você poderá depender da Previdência Social ao se aposentar?

Para desfrutar de uma aposentadoria tranquila, em que eu consiga manter o meu padrão de vida financeiro OU para realizar um Projeto que exija uma Reserva em Dinheiro, devo começar a Investir em um Plano de Previdência Complementar.

Para desfrutar de uma aposentadoria tranquila, em que eu consiga manter o meu padrão de vida financeiro OU para realizar um Projeto que exija uma Reserva em Dinheiro, devo começar a Investir em um Plano de Previdência Complementar.

Formulário

Calcule o seu seguro On-line.

Porto Seguro

Seguro Auto On-line
Ficou mais fácil contar com as vantagens e benefícios do seu Seguro Auto.

HDI Seguros